< xix, Portugal

(José António dos) Reis Dâmaso (1850-1895)

Publicista e ficcionista, foi um defensor acérrimo do realismo-naturalismo e da aplicação da doutrina positivista à literatura. Foi autor do romance Anjo da Caridade (1871) e do volume de contos Cenografias (1882). Da sua produção crítica, espalhada por periódicos como A Era Nova, Revista de Estudos Livres, Novidades, Museu Ilustrado, Almanaque Republicano, destaca-se o opúsculo Júlio Dinis e o Naturalismo (1884).